sábado, 31 de julho de 2010

L.U.A


Digamos que nada foi como deveria ser...

Suponhamos que sempre há uma falha, e que a tristeza tenha que nos atingir em algum momento de nossa mortalidade... Por qual razão flutua a lua, amarela numa noite cheia... ¿Amarelada amadurecida ou apenas uma ilusão derivada de nosso conflito de percepções das piores sensações?

Falar de um astuto e nobre sentimento como o Amor, tendo alguém que ame, sozinho ou não... É indiscutivelmente garantido o surgimento da comoção no ser ouvinte mesmo desprovido do amor.

A noite que é escolhida por plantas, e tudo que está exposto à luz da lua, chorar, derramar suas lágrimas, orvalhando...

Humanos orvalham basicamente nesta mesma hora, acompanhado do ser maduro que é a amarelada lua...

Que apenas reflete a luz mais forte, um ser altamente dependente... Nem mesmo a lua em sua total beleza vive só!

Que seja...

*imagem blog:
guilhermecastelo.blogspot.com

Nenhum comentário:

Seguidores

Tradução