terça-feira, 24 de agosto de 2010

Beleza... Relativa... Relação...

Sair sem saber porque saí, entender o fato do caminho vital se tornar tão intenso quanto o próprio significado da respiração.

Julgamos pela aparência, típico do ser humano... Se vês alguém mal vestido, julgas... Se sentes que alguém não satisfez seu gosto com um perfume que te atrai, logo achas que não são dignas de atenção ou aproximação.

A beleza é realmente essencial, a ausência dela pode ser simplesmente um gosto diferente do teu, o que dizer ser horrendo para ti pode ser lindo para um outro alguém. Daí então vem o questionamento: Interior ou Exterior? Qual a beleza que realmente cabe a nós julgar e valorizar?
Bela Rosa

Bem, de certa forma uma rosa tem um padrão de beleza, e quando foge disso se torna uma beleza exótica... Uma simples senhorita, ao estar fora do padrão, julga-se feia.
Como as rosas, as mulheres merecem sempre um tratamento especial independente da beleza exterior, satisfazendo ou não seus gostos. Personalidade e inteligência.

Há uma relação em tudo? Quem as relaciona, faz o certo?

Julgar sempre foi ilegal, sentimentalmente falando.


"Ainda não vi ninguém que ame a virtude tanto quanto ama a beleza do corpo."(Confúcio) 

3 comentários:

Ane Gregório disse...

Quem se preocupa demais com a aparência e as opiniões alheias costuma ser recheado de falta de conteúdo...Normal últimamente =/

Almyr Rodrigues disse...

Infeliz realidade infeliz...

luh.santos11 disse...

a realidade qndo se desconhece a beleza.
vai além, muito além de pessoas "bonitas" e gestos maquiados.
ela tranparece pelo toque.. através de um breve olhar!




Luucy

Seguidores

Tradução