sábado, 20 de novembro de 2010

Os Se's do Amor!

"Se você sabe explicar o que sente, não ama, pois o amor foge de todas as explicações possíveis."
(Carlos Drummond de Andrade)

 Se... Se... Se...

Ha... E se souber te amar
Te amando, e simplesmente explicar que não consigo me entender, que vivo em plena confusão... O que eu sinto, é o que posso te sentir mesmo de longe, e o sentimento de longe é tão de perto quanto.

Falo de amor, falo de te amar, defino o que vou falar, me descuido e lá vai, perdido de novo!

Flagro-me tomando todos os olhares públicos enquanto carrego o violão pra te tocar com letras que compus na noite chuvosa e solitária, sem teu sinal, minha vida continua sem ti, mas a saudade já vive quando estais perto.

Do casulo te sais, para ser sal em minha vida... Lentamente se faz presente, como presente no meu caminho, não de Noel ou Coelho... Mas do Deus que à perfeição aprecia.

Sei te explicar o que sinto, não sei sentir à risca o que explico... Nunca o amor é como dizem... É, sempre, diferente!

3 comentários:

Ana SS disse...

O amor...
Não é o mesmo nunca.
Apenas tem o mesmo nome, senão, jamais poderíamos ter um dicionário. As palavras não caberiam nele.

Ane Gregório disse...

Muito lindo...

Almyr Rodrigues disse...

- Ana... O Amor é 'simplesmente' o Amor... O sentimento mais lindo que existe! Dele vem o resto dos bons sentimentos.

- Ane, obrigado moça.

Seguidores

Tradução