sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

Vai de Véspera...

Véspera, novamente, volta tudo
Vem a velha visão triste
Que tudo é nostálgico
Tudo que ainda nem existe

Vacilos, deslizes e velharias
Voltam em forma de presente
Vão-se os anos e as especiarias
Não se modificam, nada recente

Vai de véspera o peru
Da viagem, a ansiedade
Da chegada, o alívio
Do estresse, a briga

2 comentários:

Ana SS disse...

A expectativa é sempre melhor.

Almyr Rodrigues disse...

"E o melhor de tudo isso é a viagem, e não a chegada..." (Capital Inicial)

Seguidores

Tradução