domingo, 9 de janeiro de 2011

Não é a falta... É a presença!

Agora já não é só a falta
A presença é o que me preocupa
Uma pena, o tempo que não passa
Nada que faço me ocupa

Um mês, dois ou três...
Uma semana, a saudade emana
Um dia, demorada é a noite fria
Chega o dia e o coração inflama


Ela se aproxima, e me lembro
Todos os trejeitos e mimos
O louco agora mais ameno
Aflora tudo que sentimos

2 comentários:

Ana SS disse...

Presença de ausência.

Almyr Rodrigues disse...

A presença da ausência é necessária, mas em excesso causa amor deficiente.

Seguidores

Tradução