quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

Quem sou eu em você? E em nós?

Sou aquele leve sorriso
Seu mais doce deslize
E você? Todo ar que preciso
Amando, deslizamos sorrindo pelo ar

O vento que dita a dança
Ao vestido de amor revestido
O toque selando a aliança
O prazer nunca antes sentido




O sagrado suor suave cede
O beijo demorado mata a sede
De amor e de reencontro
Ameniza com a flor, o confronto

Nenhum comentário:

Seguidores

Tradução