domingo, 27 de março de 2011

Por tudo que lhe for mais passado!

Por todos os pneus furados
Por toda vidraça hoje fosca
Por toda madeira apodrecida
Por todo o amor merecido

Por todos os cacos que cortaram
Por
toda lareira outrora acesa
Por toda paisagem na mente gravada
Por todo beijinho infantil

Por ruas tranquilas e frias
Nas noites nuas e feias
Chuva caindo de leve
Ódio e rancor me perseguem

segunda-feira, 21 de março de 2011

Do Amor ao Rock'n'Roll!

Saudações de quem amou
E da viagem retornou
E de tanto desamar
Hoje toca Rock'n'Roll


Bem mais nova do que eu
Atirada e beijoqueira
Não sei se já percebeu
Tão importante quanto arroto


Mas o que ela faz bem
Hoje em dia eu valorizo
Deve ter feito em mais de cem
Isso eu não priorizo


Força de barata,
Sua boca é um caixão
Só usa roupas caras
O coração é um carvão


Por: Qualquer um que não eu

Garota Guilhotina

Vem de onde não vejo
Mas sei quando ela vem
Ameniza'a bela dor
Que tem me feito refém

Além da minha dor
Ainda mata meu tédio
Sabendo que pro amor
"Entra e sai" é um bom remédio

Em vez de cortar cabeça
Me pag'uma cerveja
Com ela nunca é tarde
Condenado à liberdade
- Eu vou vivendo em você...

Garota Guilhotina, liberdade é tua sina...
Garota Guilhotina, tua beleza é assassina!



Por: Qualquer um que não eu

domingo, 20 de março de 2011

O que um dia foi flor
Hoje é uma pétala, e só
Tão individual quanto a dor
Levanta vôo e carrega pólen

Separa-se para renascer e da pétala o pólen se esvai
Oriundo de grandiosa beleza
Hoje a beleza se refaz

Ontem não fui quem hoje sou
Onde eu era ou para onde vou
Por qual razão existo ou para que insisto
Se nada que fazes me causa terror

quinta-feira, 10 de março de 2011

Música é como...

Músicas são pinturas
Expressam tanto quanto dizem
Sorrisos e amarguras
Maldição nos que maldizem

Acalentam o ódio imposto
Dissipa o câncer espiritual
Instrumento de encobrir o rosto
Muito além do visual

Adoça o maior salgado
E quando termina é triste
O palhaço era engraçado
E o sorriso não mais existe

quinta-feira, 3 de março de 2011

Feliz sou eu...

Feliz é ser uma casa e ter alicerce
É ser planta e ter raiz
Ser humano e pés nas nuvens
Tomar banho em chafariz



Felicidade é se relacionar e ter princípios
É manter e não ter reinícios
Enraivecer-se e logo não ter indícios

O que é, então, a felicidade verdadeira?
Interna ou Externa?
Existe?

Precocidade

Tudo que é precoce, é precoce em tudo!

quarta-feira, 2 de março de 2011

Sonhei... E só em sonhar... Vivi!

Voei em sonhos à um lugar
Onde o amargo tem mais sabor
E o fidalgo tem mais valor
E se tem tão pouco tanto rancor



Só em sonho, isso vai ficar
Uma devassidade ao que é normal
Realidade só de quem ousar
Viver fora, não só na cidade

Seguidores

Tradução