quinta-feira, 23 de junho de 2011

Dormi, não por sono, mas...

Dormi, não por sono, mas...
Por esperança de ser melhor
Compreendido pelos demais
Dos quais a reação já sei de cor

Desmistifico sonhos mirabolantes
Escapo por entre dedos do tempo
Enquanto não chegar aos intentos
Ao resto do universo, um desatento

Loucura será meu novo nome
Sobrenome, totalmente mutável
Lá se vai o coração d'um homem
E entra agora um órgão mutante

E todo desprezo demonstrado
Será como um todo aniquilado
Da tua boca, quebrarei os dardos
Dos desastres, à você o enfado...


Nenhum comentário:

Seguidores

Tradução