sexta-feira, 29 de julho de 2011

A Vida Pensa, Eu Passo!

Enquanto a vida pensa, eu passo...
O tempo lento que enfrento
Não importa o que ou quanto faça
A fraca carne cede sempre à faca

Se quando o sol surgir, não mudar
Não sei se voltarei a lhe dizer
Coisas que fiz com o tempo voar
Hoje, uma língua que não vais entender
Quando meu coração borbulhar
Alegria quando o pranto aflorar
É descobrir que o amor justifica lágrima
Até mesmo o oposto, desgosto não há

Um comentário:

J.h.o.v disse...

Gostei muito do blog
to seguindo retribui?
http://jhov713.blogspot.com/

Seguidores

Tradução