quinta-feira, 12 de janeiro de 2012

Egoísmo Meu



Tire os olhos teus de teu corpo
Veja o mar sem sentir o tempo
Sentir, só, o vento e o talento
Da lua à dançar com as ondas

Amarela como os teus cartões
Vermelha dos meigos corações
Pobre rima a me enganar
Tentando-me o sentimento domar...

Egoísta, não senti teu eu
Pensei apenas em mim
Exigi apenas de ti
Pensei apenas em mim

Desfiz as malas e disse: fico
Refiz as falas e ainda fingi rir
Ao fundo do poço me recolhi
No mesmo caminho, não mais prossigo

Nenhum comentário:

Seguidores

Tradução