quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

Não te toco

Desalmam botões de prosas
Desabrocham então as rosas
Finas fitas de solução
São soltas das minhas mãos

Mostra que tudo uma prosa resolve
Seja poética ou simples dialética
A história que é sem regras
O problema que se dissolve

O violão que há dias não pego
É tristeza tocar Allegro
Dó(i) está(r) tão longe do "C"
Não toco, não me apego

Nenhum comentário:

Seguidores

Tradução