segunda-feira, 9 de janeiro de 2012

Saudade Insana

Dormiu jogada ao engano
A poesia sem o poeta
Uma amizade sem conversa
Com ar de saudade insana

Separados pela felicidade
No caminho, poeta e poesia
Instinto e sensatez
Sátira e lucidez

Fez da noite, o dia ao meio
Reluzindo, não o sol mas eu
Bobo da corte, coringa...
A cena há de inverter

Escolhendo um bom partido
Melhor que o que partiu
Foi poesia, veio poeta
Foi-se em tristeza, e tornou em festa

Nenhum comentário:

Seguidores

Tradução