domingo, 4 de março de 2012

Parto do Sol

Foi assim como abrir asas
No segundo que antecedia a queda
No primeiro toque de instante
Um sentimento ofuscado pelo seguinte

A presença no parto do sol
Que chorou em parte por nascer
E parte pelo parto da noite
No ponto em que senti florescer

Meu pensar debruçado em teu colo
Sob a sombra das pequenas folhas
Sobre a grama, em teu colo sonho...
A face que vence a beleza celeste



Usando o cantar dos bicos
Pra te 'poemizar' no ar
Amenizar teu medo de ter
E te perder no mirar...

Nenhum comentário:

Seguidores

Tradução