sexta-feira, 31 de agosto de 2012

Dança do Mar

Em vão pronunciei-me
Diante de navios
Que iam e vinham
Feito devaneios

Depois do despertar
Com as ondas afoitas
Que perturbavam meu descansar
Minh'alma de outrora, maré mansa

Agita-te, meu bem
Invita-me a bailar - sussurra o mar
Inegável é a vontade de estar inerte
Porém, entrego-me em deleite

quarta-feira, 29 de agosto de 2012

O Mergulho

Há de ser tal qual mergulhador
Como a um mar, te amar
Desejar estar imerso
Mesmo que só em versos

Rodopiar no espaço do seu coração
Que em vez de discutir
Inibe logo a situação
Sabendo que de nada vai servir

Traz paz e é capaz de me mimar
E fazer-me delirar
E é na areia que às vezes mergulho
Em certas circunstâncias é minha ânsia

Uma vez mar, duas, areia
Há quem odeie
Digo que é a medida
Do amor desmedido

Seguidores

Tradução