domingo, 7 de setembro de 2014

Ao Mundo Alheio

Há frieza lá fora e também em mim
Há tristeza lá fora e também em mim
Há chuva, fortes ventos e você sem mim
Devasta-me por dentro, e lá fora não há fim
Seus círculos, pandora, outrora explícitos
São hoje botões que desabrocham temores
Equívoco meu em adivinhar tuas cores
Jamais saberei e cabe a mente aceitar
Sabiamente entender...
Que muito de mim está lá fora
Que mais do mundo há em mim
Enfim... Enfim... Enfim.

Nenhum comentário:

Seguidores

Tradução