quinta-feira, 4 de setembro de 2014

Há Tanto Solto

Acolhem soltas pontas
Entrelaçam, cruzam pontos
Criam pontes, ampliam acervos
Quem somos? Santos? Não...

Não o todo, pois somos partes
P'ra um todo, que muito falte
Que seja tua a parte ausente
E não sempre a minha em mim

Que me veja teu olho esquerdo
Como se direito eu fosse
O desejo é um ser perfeito
Mesmo o desejo não sendo um ser

Será um admirável ser
Se teus olhos não buscarem
Mas tua alma sim
O que enterro dentro de mim

Nenhum comentário:

Seguidores

Tradução